O que fizemos

Desde Outubro de 2001 muitos foram os projetos e iniciativas que a Associação Azimute Radical desenvolveu. A vontade de fazer mais e melhor tem sido uma constante e, com o apoio de todos os voluntários, parceiros e amigos, felizmente, o sucesso é uma realidade.

A todos os que caminharam do nosso lado, fazendo da Associação Azimute Radical uma instituição de renome e qualidade… MUITO OBRIGADO!
FESTIVAL DA JUVENTUDE
Foi no fim-de-semana de 15 e 16 de Maio de 2009 que decorreu no Largo das Pimenteiras o Festival da Juventude de Carnide, juntando diversas instituições locais ligadas à área da Juventude, numa organização coordenada pela Junta de Freguesia e idealizada no seio do Conselho Consultivo da Juventude.

O Festival da Juventude teve como objetivo promover a integração e a participação dos jovens, mais do que uma vontade, é uma obrigação e um desafio irmos ao encontro das necessidades deles.

A Associação Azimute Radical não podia deixar de marcar presença num evento desta importância para a juventude de Carnide e por isso, lá esteve com a sua Torre de Multiatividades e Paintball, com um campo especialmente adaptado às necessidades do local.

O Festival contou ainda com animação musical a cargo do Conservatório de Musica e de tunas académicas, debates/ workshops, filmes e jogos de Futebol de Rua, dinamizados por vários parceiros locais.

Festival da Juventude
Acampamento e Acantonamento 2009
Integrado no Projecto "Clube Aventura", no âmbito da parceria com a Gebalis, tanto o acampamento como o acantonamento reuniram jovens sinalizados da Escola Básica 2 + 3 do Bairro Padre Cruz. No final dos dois eventos a opinião foi unânime… INESQUECÍVEL!

Uma oportunidade única para muitos destes jovens conhecerem outros locais, experienciarem novas aventuras mas, essencialmente, reforçarem laços de amizade e confiança. O trabalho por parte da equipa técnico-pedagógica funcionou por etapas, sendo que cada tarefa/ atividade estava diretamente ligada ao desenvolvimento de competências pessoais e sociais.

Malas feitas para o regresso a casa, ficou a certeza de que estes jovens estavam mais unidos mas, ao mesmo tempo, mais autónomos, mais confiantes, responsáveis e organizados e, sem sombra de dúvidas…mais felizes!
Cicloturismo – Olhar Carnide em Setembro 2007
Carnide é um local maravilhoso, de vasta beleza e com um património riquíssimo. De forma a chamar a atenção para todos estes fatores, a Junta de Freguesia, em conjunto com a rede de parceiros locais, implementou uma iniciativa apelidada “Olhar Carnide em Setembro”.

A Associação Azimute Radical, dentro das suas valências, quis dar o seu contributo e organizou uma manhã dedicada ao cicloturismo. Foram dezenas de pessoas, nas suas bicicletas, a percorrer os caminhos de Carnide, cheias de energia e animação. De uma forma simples mas muito divertida, todos os participantes zelaram pela sua saúde e bem-estar conjugando a prática do desporto com o convívio e boa disposição geral.

Cicloturismo
PROJETO 5 MINUTOS …O TEMPO É TEU
O maior potencial de uma freguesia são os jovens. Eles são o futuro, a inovação, os próximos líderes e por isso, a nossa missão passa por apoiá-los na construção da sua personalidade e valores. Muito resumidamente, este foi o conceito em que se baseou o projeto “5 Minutos…o tempo é teu!”, um projeto que através dos seus mentores e das dinâmicas aplicadas, trabalhou diferentes tipos de qualidades nos jovens de Carnide.

Ao longo do “5 minutos…o tempo é teu!” trabalharam-se temas tão distintos como:
  • Empreendedorismo
  • Liderança
  • Gestão de conflitos
  • Gestão de Emoções
  • Interpretação do corpo
  • Importância do Voluntariado
O “5 minutos” foi um projeto desenhado entre a Junta de Carnide, a Associação Azimute Radical, vários parceiros locais mas, principalmente, foi desenhado com os jovens, pelos jovens e para os jovens. Atualmente, muitos desses jovens estão envolvidos em instituições locais, desenvolvendo trabalho voluntário para a comunidade.

Projeto5 minutos
NAUTICAMPO 2011 E 2012
A Nauticampo é um evento que destaca os produtos e serviços para as atividades de lazer e outdoor, com um espaço de debate, divulgação e promoção de políticas para o setor da náutica de recreio, o Salão por excelência no país, para o lançamento das novidades em produtos e serviços do lazer.

A convite da organização, a Azimute Radical garantiu, durante dois anos seguidos, a animação das atividades de aventura. O espaço da Azimute & Campo Rock (400m2 de Adrenalina.!!) esteve em grande destaque junto à entrada do Pavilhão 3 . Certamente, ninguém ficou indiferente ao Slide, montado num cabo de aço que atravessava metade do pavilhão, à fantástica Ponte Himalaia, à Torre de Escalada de 9 metros de onde também partia para a Rapel e descidas em Rede de Abordagem.
AZIMUTE CULTURAL
No âmbito do projeto “BIP-ZIP – Bairro de Intervenção Prioritária / Zonas de Intervenção Prioritária”, as entidades parceiras, dentro das suas competências, desenvolvem trabalho junto das comunidades em que se inserem os seus projetos, colaborando no desenvolvimento das relações de vizinhança, fortalecer o orgulho e sentido de pertença ao bairro, sinalização das dificuldades das populações e ajudar a encontrar soluções para os mesmos.

Em 2010 a surpreendemos tudo e todos com a estreia de “Ora Toma que é do Bairro!” uma revista à Portuguesa, com grande qualidade, guarda-roupa fabuloso e imparáveis gargalhadas! É difícil ter um maior elogio do que ter pessoas que assistiram a vários espetáculos…

Em 2011, para além da reposição da Revista, a Área Cultural da Azimute Radical organizou, no passado dia 30 de Setembro, uma Noite de Fados no CCC (Centro Cultural de Carnide). Foi uma noite muito agradável, em que, para além do fado bem cantado, não faltaram o caldo verde, broa, chouriço assado, salgadinhos e tudo o mais que uma fantástica noite de fados tem direito!

Ainda em 2011, a AZR estrou “Numa Casa Portuguesa…”, uma trágico-comedia sobre a típica casa portuguesa onde a família é mais que muita e a confusão é o “prato do dia”. Foram vários dias de casa cheia, nos quais reinaram as gargalhadas e boa disposição.

Em 2013, quando a crise continua a “atacar” o país, a Azimute Radical não se deixa afetar e continua a fazer rir a plateia com as suas peças. “Equilibra-te, Ó Zé” foi mais uma revista à portuguesa em que os atores tão bem representaram a figura daquele tão bem retrata o povo…o Zé Povinho. No final de cada espetáculo, o público não quis deixar de felicitar a equipa por mais um trabalho de grande qualidade.

No mesmo ano, a AZR volta a investir na cultura e novamente leva a palco uma trágico-comedia. Envolta num cenário de luxo e com uma equipa de grande qualidade, “Tragédia na Casa dos Bastos” transportou o público para uma problemática sempre atual, a violência doméstica. Esta foi considerada uma peça de emoções em que tão depressa a plateia ria às gargalhadas como chorava de emoção e compaixão.

Tendo em conta o seu contexto associativo e o papel mediador dos padrinhos, todas as peças abordaram uma problemática social. Essa mesma problemática incidiu sobre temas como a violência doméstica, o desrespeito e abandono dos mais velhos, o alcoolismo, entre outros.

AR Cultural
11º ANIVERSÁRIO AZIMUTE RADICAL
No dia 22 de Outubro de 2012 celebrámos 11 anos de existência.. A contrastar com a celebração do 10º Aniversário em que abundou o “glamour” de uma gala, passadeira vermelha, parede da fama, holofotes e muito requinte e elegância, o 11º aniversário foi comemorado com maior simplicidade. A celebração foi partilhada com amigos e parceiros, alguns aproveitando a oportunidade para conhecer o nosso campo aventura, o Natura Parque AZR, em Loures, no Parque Municipal de Cabeço de Montachique.

Foi um dia excelente, recheado de boas memórias, histórias divertidas e muitas gargalhadas. Acima de tudo foi mais um momento de partilha com a família AZR, desta vez com duplo motivo para celebrar. A verdade é que o Natura Parque AZR marca um ponto de viragem na história desta associação e abre as portas para novos e fascinantes caminhos.

11º Aniversário
PROJETO BIP/ZIP – APADRINHAMENTO DE LOTES
Em 2012, no âmbito de mais uma edição do programa BIP/ZIP, fomos novamente convidados para integrar o projeto como padrinhos no programa PADRE CRUZ COM PADRINHOS. Em 2011-2012 já havíamos assumido a responsabilidade de cuidar de 6 lotes do B.P.C. (10, 15, 39, 41, 49 E 84) e agora, na edição 2012-13, a Azimute Radical abraçou outros 6 lotes, do mesmo bairro. São eles: 18, 25, 60, 68, 73 e 75.

Recordar que o programa PADRE CRUZ COM PADRINHOS assenta nos seguintes parâmetros: Participação direta dos cidadãos:
  • Identificação dos problemas e das necessidades locais
  • Definição de prioridades
  • Realização e fiscalização das intervenções, assim como na sua monitorização e avaliação.
O programa pretende despertar o interesse da população para a participação ativa na resolução das suas necessidades, empenhando-se no processo de identificação das mesmas e participando nas intervenções possíveis para a sua resolução ou melhoria. O principal objetivo passa pelo despertar da consciência geral para a importância da união entre vizinhos em prol de um bem comum.

O papel dos padrinhos passa por criar relações de proximidade que permitem conhecer melhor a população bem como as suas necessidades, direcionando a procura de soluções muitas vezes fora do alcance geral e etc.
AZR SOCIAL
Associação Azimute Radical é uma associação firmemente enraizada na comunidade em que se insere procurando, sempre que possível e dentro das suas capacidades, efetuar trabalho social e comunitário, quer de forma individual (através do contributo dos seus voluntários), quer em parceria com outras instituições. Na sua vertente associativa, a Azimute Radical desenvolve ações pontuais de solidariedade e voluntariado, bem como projetos de continuidade com instituições parceiras.

De entre o muito trabalho desenvolvido destaca-se a possibilidade de operar em conjunto com a Associação de Atividade Motora Adaptada (A.A.M.A.) Foram várias as vezes em que a AZR e a AAMA desenvolveram ações de desporto aventura adaptado, destinadas a crianças / jovens com necessidades especiais, nomeadamente autismo, Trissomia 21, cegueira e/ou ambliopia.

Num regime continuado, a Azimute tem participado em várias ações, inicialmente integradas no Programa Intergerações / Intersituações de Exclusão e Vulnerabilidade Social, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, com o objetivo de identificar, sinalizar e diagnosticar todas as pessoas que se encontram em situação de sem-abrigo, em Lisboa. Assim, e de forma a assegurar um número bastante real de sem-abrigo nas ruas da capital, é fundamental que, numa única noite, se percorram todas as artérias da Cidade.

Em Carnide, a Junta de Freguesia assumiu o seu papel não só de interlocutor, sendo que estendeu este desafio às suas entidades parceiras, mas igualmente operacional desempenhando um papel ativo ao longo de todo o processo. Como não podia deixar de ser a Azimute Radical marcou presença, não só na primeira iniciativa mas em todas as que têm ocorrido desde então e em todas as que possam vir a acontecer.

O trabalho solidário dos nossos colaboradores, para além dos benefícios diretos aqueles a quem se dirige, só dignifica e engrandece a nossa associação. Gratos e orgulhosos pelos seus esforços.
A LIBERDADE ESTÁ NA RUA
No âmbito das comemorações do 25 de Abril (de 2014) vários parceiros de Carnide uniram-se a fim de proporcionar um dia diferente à população do Bairro Padre Cruz. Entre atividades radicais, atividades Re.Criar, jogos de futebol de rua e tantas outras mais, o dia foi preenchido por muitas gargalhadas e animação.

A cargo da AZR ficaram, como seria de esperar, as atividades radicais que incluíram: Slide, Rapel, Escalada, Rede de Abordagem e Tirolesa. Mais uma vez, a dinamização destas mesmas atividades não seriam possíveis sem o excelente contributo de todos mas, muito especialmente, dos nossos voluntários que continuam a provar que o “amor à camisola” é a chave para tantos anos de sucesso.



A Liberdade está na Rua
AZR CULTURAL - UMA PEÇA DE AUTORES QUE PÕEM O POVO A FALAR DO QUE SENTE
“Carnide é um lugar único e mágico”. Trata-se, na origem, de uma frase de autor, o atual tesoureiro e anterior presidente da Junta de Freguesia de Carnide, Paulo Quaresma. Uma frase que diz muito na sua essência e levou associações como a Boutique da Cultura e a Azimute Radical a juntarem-se e, em parceria com a Junta de Freguesia, a montarem um espetáculo de teatro, ou melhor, de vivências sociais no chamado teatro da vida, que não se vive só no palco, quantas vezes é representado por todos nós!

(...)

Um espetáculo apresentado, no pátio interior da Junta, na noite de terça-feira, dia 3 de junho, perante uma assistência que encheu os lugares disponíveis, apreciou, sentiu e interagiu em diversos momentos com muitos dos falares e expressões dos atores em presença.

Uma pergunta perpassava ao longo das cenas: Com quantos pontos se constrói uma comunidade?! Com quantas pontas é possível moldá-la ao ponto de construir um rendilhado de vivências? E as respostas iam surgindo de todo o tipo. Desde os pontos sensoriais do Sol, do calor e do vento que afaga a pele; passando pela construção de uma vida no caminho da Felicidade – “Cultivar as nossas amizades, mergulhar nas nossas fantasias, nas nossas liberdades” – até outros motivos como os risos e todo o reboliço à volta da Feira da Luz, as memórias do elétrico 13 para Carnide (o amarelo onde se contavam muitas histórias, que atravessava, nos seus carris, muitos pontos de referência da Lisboa bairrista, sem esquecer o seu guarda-freio “que lia as pessoas pelos seus bons dias”).

A união, o rendilhado das vivências, fundem-se em simbiose perfeita na festa dos Santos Populares, com Carnide e os seus moradores orgulhosos do seu arraial, dos seus bailes e, claro, da sua marcha que (pois então!) “é linda” e que, para que ninguém disso duvidasse, suscitou vastos aplausos dos espetadores presentes em “Um Lugar Único e Mágico”.

A peça não de um mas de vários autores (25 ao todo) , ou seja, uma peça que vem do povo, do seu sentir, das suas emoções, dos seus encontros e desencontros, das suas memórias, do perpassar do tempo na ligação da juventude à velhice, do que se fez e do que mais se poderia ter feito.

Lugar de gente que não se cansa de lá viver porque não encontra outro igual para continuar a sua relação de estabilidade com a vida. Metaforicamente escreve-se num dos textos ditos no conjunto da peça: “Viajei por vários planetas até que um dia cheguei aqui e nunca mais saí”.

Mas como página de vida há sempre também quem parta por muito tempo até ao momento do retorno. Quando isso acontece, o lugar sente-se transformado como tudo muda, mas as referências permanecem intactas porque reconhecem esses viajantes, ou emigrados que voltam, que “este é o meu lugar, único, diferente, envolvente”.

(...)

Carnide vista como “o melhor lugar do Mundo, onde se trabalha de mãos dadas” e em comunhão com a Senhora da Luz que do alto do seu esplendor surge a velar pela paz dos seus fieis, “almas bordadas de saudades”.

Assente num cenário de montagem complexa - totalmente a cargo da Azimute Radical - mas que ajudou a compreender melhor o turbilhão de sentimentos que jorra por cada texto, “Um Lugar Único e Mágico” bem pode ser, a partir de agora, um hino ao mais profundo do coração de quem aprendeu a gostar de viver em Carnide.

Castro D'Aire
INAUGURAÇÃO DA CASA DA JUVENTUDE – NOVA SEDE DA ASSOCIAÇÃO AZIMUTE RADICAL
Na altura do seu 13º aniversário, a Azimute Radical não poderia receber melhor prenda. Foi em Outubro de 2014 que, depois de longos anos de luta por uma sede com condições para receber a massa de voluntários e material disponíveis nesta associação, a AZR recebeu a tão desejada notícia…a Junta de Freguesia de Carnide (também depois de uma longa jornada) atribuiu o espaço do antigo Centro de Saúde de Carnide à Azimute.

A notícia foi recebida com grande entusiamo e depressa se colocaram mãos ao trabalho. Limpar, pintar, reparar, montar, limpar novamente, investir, recolher, fazer acontecer. Foram longos meses de trabalho constante, sempre com o apoio incondicional da Junta de Freguesia de Carnide, um parceiro desde sempre, e dos inúmeros voluntários que, em todas as situações, estão presentes para marcar a diferença, pela positiva!

No dia 10 de Janeiro de 2015, foi oficial…A CASA DA JUVENTUDE abriu as suas portas à comunidade! Centenas de pessoas marcaram presença no evento que assinala uma nova etapa para os jovens de Carnide.

Durante o dia a habitual azafama, recheada de boa energia, com a participação de todos os parceiros e muitos jovens da freguesia. A Torre de Multiatividades era visível no bairro vizinho e estava acompanhada de muitas outras atividades, nomeadamente: aulas de percussão, cantares das Janeiras, plantação de árvores, futebol de rua, jogos com conteúdos internacionais, dinâmicas de grupo, apresentações de Savate, Capoeira e um sem número de outras coisas mais.

Ao final de um longo dia todos se sentiam orgulhosos e realizados. A Azimute Radical tem, finalmente, a sede que tanto desejou e da forma que sonhou…um espaço de todos, para todos e com o trabalho de muitos.

Obrigado!

Castro D'Aire
DIA DO VIZINHO – O BAIRRO É DE TODOS NÓS
Numa freguesia em que todos somos peças essenciais é imperativo fomentar a boa vizinhança, a partilha e o convívio. Foi a pensar nessa relação de proximidade e bom ambiente entre os moradores do Bairro Padre Cruz que a Azimute Radical colocou na mesa a proposta de realizar “O Dia do Vizinho “.

Essa proposta foi recebida com grande entusiasmo por parte da Junta de Freguesia de Carnide e correspondia exatamente ao que se procurava para alimentar o espírito do Projeto PULSAR. Um projeto que nasce da necessidade de manter ( e até mesmo aumentar) os número de lotes apadrinhados no B.P.C. e apoiar os seus moradores nas várias necessidades gerais e particulares, conceito adquirido ao longo dos BIP/ ZIP 2011 a 2013.

É dentro desse mesmo projeto que os parceiros do PULSAR planeiam e dinamizam o dia, sob a coordenação partilhada da Associação Azimute Radical e da Junta de Freguesia de Carnide. Todos os pormenores foram estudados de forma a conseguirmos oferecer um dia diferente às “gentes do nosso bairro” e todas as entidades quiseram deixar a sua marca.

No dia, nada faltou! A junta ofereceu a carne e a salada, a Azimute as suas habituais atividades radicais, assegurou o funcionamento da cama-elástica e disponibilizou vários monitores para as tarefas logísticas, a Lua Cheia animou as ruas e deu uma mão na cozinha, assim como o Ginga Brasil. Os Toca a Rufar, a convite da ANFR – Bola Prá Frente, que dinamizou um torneio de futebol de rua, vieram dar ritmo à população com a sua demonstração de percussão. O ritmo manteve-se com a aula experimental da Nutrizumba e com a apresentação de artes circenses, por parte da Tenda. Também os Umbigo deram o seu contributo, apelando, de uma forma muito engraçada, aos cuidados que devemos ter com as bactérias. Foi um dia em cheio que todos pedem para repetir e nós, Azimute, não somos exceção!

AR Cultural